Parcerias

Senado recebe debate sobre vacinação e 40 anos do PNI

No dia 4 de setembro de 2013 o Senado Federal foi palco de um intenso debate acerca dos desafios no campo da vacinação no Brasil. Durante o fórum“Construindo um País mais Saudável – 40 Anos do Programa Nacional de Imunizações”, parlamentares e autoridades do setor da saúde estiveram reunidos em torno dos avanços e desafios da imunização no país. O evento foi uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Ação Responsável, em parceria com a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, tendo como moderador o presidente da Divisão de Vacinas do Grupo Sanofi Brasil, Hubert Guarino.

Sociedade Brasileira de Imunizações – SBIm foi convidada a participar com palestra do seu presidente, o médico Renato Kfouri. A palestra abordou a relevância da garantia das coberturas vacinais no Brasil e do fortalecimento da parceria da SBIm com o Ministério da Saúde na elaboração dos calendários de vacinação da entidade. Na ocasião, Kfouri apresentou gráficos que demonstram a evolução do Programa e como era o calendário de vacinação em 1968. “Hoje, no quesito coberturas vacinais, podemos afirmar que o Brasil é imbatível e dificilmente comparável com outros países”, frisou.

Outras participações

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa falou da criação e evolução do PNI. Na ocasião, se disse orgulhoso pelos 40 anos do Programa. Segundo ele, o Brasil está muito próximo da erradicação da poliomielite e, graças a ações de vacinação, o país está também próximo da eliminação do sarampo e da varicela. Para ele, o Brasil, por meio do Programa, diminuiu significativamente a mortalidade, o que constitui elevada evolução. Também falou do sucesso das novas vacinas, como a do rotavírus, e sobre os avanços no acesso a vacinas na rede pública, a exemplo da vacina contra a catapora. “Temos um Programa descentralizado que é fundamental para que todos possam ter acesso a mesma oferta de vacinas. O PNI é um promotor de equidade”, ressaltou.

Coordenadora do PNI/SVS/MS, Carla Magda Domingues, manifestou-se honrada em participar de um debate de tamanha importância e que ainda homenageia a atuação do PNI. Carla fez uma breve retrospectiva sobre os avanços do Programa, desde sua criação, em 1973, e institucionalização, em 1975. Destacou sua missão de integrar práticas de vacinação, experiências locais em programas de controle, ofertadas a todos os brasileiros. “A capacidade de sucesso do projeto se mostrou logo no início com a erradicação da varíola (CEV)”, lembrou.

Da Fundação Oswaldo Cruz, o Diretor do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-manguinhos), Artur Couto, destacou no fórum a importância das PDPs (Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo) que, segundo ele, em muito tem contribuído para os avanços da atuação da Bio-manguinhos no país. Ressaltou, ainda, a necessidade de P&D no processo desses avanços. “A autarquia tem importância estratégica para o Estado e seu impacto na cadeia produtiva e economia de divisas”, destacou.

Mais informações: www.acaoresponsavel.org.br