Covid-19

Por que imunossuprimidos têm esquema diferente do restante da população?

Imprimir

Com base na resposta imunológica e proteção clínica reduzidas observadas em estudos com grupos diferentes de pessoas imunossuprimidas, além do maior risco de covid-19 grave, foi estabelecida a necessidade de uma dose adicional no esquema primário e um reforço. A alteração no esquema não mudou o perfil de segurança de vacina, que se manteve satisfatório.

É importante ressaltar que a possibilidade de resposta imunológica reduzida permanece mesmo com esses esquemas específicos. Por isso, as demais medidas de prevenção, como uso de máscara e evitar aglomerações, devem ser mantidas para limitar o risco de exposição ao vírus.